Cupom de Desconto Netfarma

Olá, bom dia!

Hoje tenho uma ótima notícia 🙂 🙂 🙂

Alguém ai gosta de cupom de desconto? Clarooo que sim né!

Você sabe que a Netfarma está fazendo aniversário neste mês? Em outubro a farmácia online que já é preferência para muita gente faz 4 anos. (A idade do meu filho!) 🙂

E para comemorar, são muitas ofertas todos os dias.

Além dos descontos durante todo o mês, a Netfarma preparou também outra surpresa para nós:

Leia mais

As coisas de quando mamãe era Criança.

Bom dia!

Bom dia para todas as crianças… As que são, as que foram e as que existem dentro de cada coração que bate.

Hoje vou falar um pouco da minha infância.

Fui criança nas décadas de 80 e um tiquinho de 90. 🙂

Naquele tempo, que nem faz tanto tempo assim (eu acho) RS… Brincávamos livremente na rua, ficávamos horas e horas correndo e nos divertindo, a maior preocupação era tomar cuidado com os carros que passavam, desconhecíamos outros tipos de perigo. No máximo era perigoso deixar a bola cair em alguns quintais dos vizinhos mais ranzinzas.

Leia mais

Sobre minha mãe.

heart-1295025_1280.png

O dia das mães foi ontem, mas não me considero atrasada, o mês todo é dedicado às mães, assim como todos os outros dias do ano. Porque amor de mãe não tem dia, não tem hora, não tem idade, não tem distância… Nadinha.

Ah como me lembro super bem  da minha infância… Minha mãe sempre cuidadosa e zelosa, conosco e com a casa!

Ela sempre foi demais! Puro amor.

Houve uma época, na minha adolescência, acho que logo que comecei a ter TPM, nesse tempo, não sei por que, mas eu me irritava com minha mãe. Tadinha, falava que ela não sabia ser mãe de menina (risos), hoje sei que não tinha um pingo de graça falar isso. Ela sabia e sabe sim, ser mãe de menina, e de menino também.

Minha mãe é ternura e carinho, é comida quentinha…

Uma vez quando fiquei doente, minha mãe teve muita paciência comigo, mesmo quando eu não tinha com ela.

Outra vez, tive paralisia facial, um mês de fisioterapia e de repouso. Quem me acompanhou em tudo e cuidou de mim? Minha mãe.

Depois quando estive internada, lá se foi minha mãe montar acampamento no hospital, era minha companheira o tempo todo.

E depois, depois, depois, e antes, todas às vezes, minha mãe sempre cuidou de mim.

E ela cuida de todos assim, isso não é privilégio meu, cuida de toda nossa família.

Como avó? Ah como avó ela se supera sempre, uma avó maravilhosa, ama seus netos e transborda de atenção e de carinho. Uma avó com sabor de bolinho de chuva, aquele crocante por fora e molinho por dentro.

Depois que passei a ser mãe, renasci como filha.

Sabe aquela história: “Um dia você vai ser mãe e vai me entender”. Entendi!

Te amo mãe!

Beijos, Má.

 Imagem: Pixabay