Milagre! Um não, dois!

Um dos motivos pelos quais resolvi escrever para compartilhar histórias foi a necessidade de partilhar um Milagre que recebi! Quando estive muito doente, Deus me deu a graça de ser mãe…

Vários sintomas que causavam mal-estar, e algumas possíveis causas: dengue, rubéola, toxoplasmose entre outras doenças (as piores possíveis). Cada dia me sentia pior, meu corpo se enchia de manchinhas, que depois se tornaram manchas grandes, três dias de  internação, uma aparente melhora e voltei para casa, mas a angústia estava só começando. De repente a doença se espalhou pelo meu corpo, e lá estava eu, toda marcada, sentindo muita dor, sem conseguir sequer ir ao banheiro sozinha. O diagnóstico: Síndrome de Stevens-Johnson, uma reação alérgica grave, a aparência no corpo é bem intensa, e os sintomas muito ruins, semelhantes à uma queimadura bem severa. Lá se foram mais vários dias de internação, incluindo estadias na UTI.

Minha família, principalmente meu marido e meus pais, não deixaram de cuidar de mim em nenhum momento. Muitas pessoas oraram por mim, e fui ungida com a Santa Unção, pois sou católica. Graças a Deus fui melhorando até ficar completamente livre das marcas pelo corpo, das dores, e das altas doses de medicamentos. Livrar-me dessa doença tão aguda sem sequela alguma foi para mim um Milagre, mas a vida ainda me daria outra surpresa, dessa vez uma ótima surpresa…

Na semana seguinte em que tive alta hospitalar, descobri que estava grávida de quase nove semanas, o que me causou medo e preocupação dadas as circunstâncias anteriores, novamente muitas orações e carinho da família e amigos, o papai coruja ficou feliz da vida, e essa mamãe aqui pedia a Deus todos os dias pela saúde do bebê, meu pequeno esteve comigo durante toda minha enfermidade, e sem saber que ele estava ali, acho que já o sentia de alguma forma, pois estava feliz no meu íntimo.

foto-oraçao

Deu tudo certo Graças a Deus. Foi meu segundo Milagre!

Meu filho é para nós motivo de muita alegria, sinal da Misericórdia de Deus. Um amor imenso!

Tenho uma certeza: milagres acontecem! O tempo todo, diante de nossos olhos!

Com o coração acelerado por relembrar tudo,

Marcela.